Notícias

CoP workshop in Cameroon

As equipes francófonas de CdeP reúnem-se para uma oficina e celebram o Dia Internacional da Mulher nos Camarões

segunda-feira, 20. Março 2017

As equipes francófonas de CdeP reúnem-se para uma oficina e celebram o Dia Internacional da Mulher nos Camarões

"Todos os dias para mim é dia das mulheres", comentou a embaixadora de CdeP, Daphrose Ntarataze Barampama, ao vivo na CRTV (Rádio TV de Camarões), uma grande empresa de radiodifusão nos Camarões. Daphrose, a nova presidente de CdeP, Amina Dikedi-Ajakaiye, a diretora Kate Monkhouse e mulheres de Ruanda, Burundi, República Democrática do Congo, Costa do Marfim, África do Sul, Suíça e do país anfitrião, Camarões, reuniram-se na capital Yaounde para uma reunião de três dias que se concentrou na renovação do espírito e dos recursos das equipes francófonas africanas de CdeP.

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher da ONU, Daphrose foi entrevistada sobre o Programa de Criadores de Paz (CdeP) de Iniciativas de Mudança Internacional (IdeM). Daphrose falou sobre a metodologia transformadora dos Círculos de Criadores de Paz (CdeP), a principal atividade do programa "Círculos de Criadores de Paz são espaços de reflexão e compaixão. São espaços para curar memórias feridas", comentou na estação de TV, que abrange todas as dez regiões dos Camarões.

CoP ambassador Daphrose Ntarataze Barampama live on CRTV (Cameroon Radio TV)

"A paz é contagiosa. Estamos aqui nos Camarões para analisar as causas profundas do extremismo, com Iniciativas de Mudança, e o papel que as mulheres podem desempenhar para ajudar a resolver esta questão", comentou Daphrose na entrevista à TV. Parte da agenda das equipes de CdeP nos Camarões é explorar a contribuição de CdeP ao abordar o foco nessa  área de IdeM Internacional.

CoP workshop in Cameroon

Após a entrevista à TV, o grupo de 11 mulheres (seis outras chegaram no dia seguinte) foi à marcha da Primeira Dama na 32ª celebração do Dia das Mulheres no Camarões. 1000 mulheres camaronesas de todos os setores da vida marcharam em comemoração à coragem e determinação das mulheres ao redor do mundo. É um dia para refletir sobre os progressos realizados e para pedir mudanças. "A história começa conosco, em cada um dos nossos corações” afirmou Amina, na abertura do encontro. Foi um dia especial para as mulheres de CdeP e uma ocasião apropriada, pois foi logo antes de retornarem os olhares para a paz na África francófona na manhã seguinte.

O primeiro dia de reunião começou com cada mulher identificando uma qualidade para si; apaixonada, conexão, paciência, serviço, humanitarismo, pacífica, Ubuntu – a atividade demonstrou a poderosa diversidade e força na sala. As mulheres descreveram suas atividades, desafios e necessidades como Criadoras da Paz na África francófona. As necessidades e os desafios eram reais ao ouvirem as histórias de comunidades do Ruanda e da República Democrática do Congo, onde viver a paz é especialmente difícil.

CoP workshop in Cameroon

Uma história de sucesso veio do Burundi, onde Daphrose, seu marido Angelo, Elvanie e outros membros da equipe de CdeP realizam um círculo de paz a cada duas semanas, além de implementarem um plano holístico de desenvolvimento de meios de convivência, em conjunto com CdeP. Eles impactaram centenas de mulheres e o trabalho agora se espalhou para o Mali. "É uma sinergia de apoio e com essa crescente sinergia em torno da África, os políticos podem nos ouvir", comentou Amina.

Os dias foram sutilmente baseados em torno dos dez pontos de encontro de um círculo de paz, que incluía a reflexão diária matinal para a escuta interna, explorando os círculos de preocupação das mulheres, o que constrói e destrói a paz, qualidades de um pacificador e perdão. Tudo isso combinado com uma visão estratégica dos planos e oportunidades para o futuro. As mulheres aprenderam ferramentas para levar em conta que as ajudem a realizar o trabalho de CdeP em seus respectivos países, também moldar seu uso na metodologia IdeM e CdeP em suas vidas e países. "Nossas ferramentas e metodologias são nossa singularidade. Cada um de nós tem o dever de viver nossa própria paz – paz em ação, todos os dias", comentou Amina, poderosamente.

CoP workshop in Cameroon

No segundo dia, a delegação de criadores da paz foi convidada a conhecer Catherine Abena, Ministra do Empoderamento das Mulheres e da Família, um departamento do Ministério do Governo dos Camarões. Madame Abena recebeu um presente de Amina em nome de CdeP. O grupo discutiu os desafios que as mulheres enfrentam no Camarões e as oportunidades de colaboração para o futuro.

Cada país desenvolveu seu próprio plano de ação e contribuiu para uma visão compartilhada de atender às necessidades espirituais e materiais das mulheres e das comunidades locais afetadas pelos conflitos e pela pobreza. Haverá colaboração e oportunidades de parcerias à medida que as equipes fortalecerem sua própria capacidade e criarem projetos para executar Círculos de Criadores de Paz para estudantes, mulheres de mercado, sobreviventes de genocídio, líderes comunitárias, viúvas e refugiadas.

Este é um grupo de pacificadoras apaixonadas, inteligentes e determinadas. Elas não estão assustadas com os graves desafios que enfrentam; são lideradas por seus espíritos e corações para que seus países superem esses desafios e envolvam as mulheres em seu papel de criadoras de paz em todos os níveis de suas sociedades. "Meu capital são meus valores", como Daphrose afirmou em uma das muitas discussões poderosas.

"Não experimentei muita paz em minha vida, mas essas noites, dormi bem, sabendo que tantas mulheres na África estão trabalhando duro pela paz, começando por elas mesmas", comentou uma participante camaronesa.

Escrito por Talia Smith

Você pode assistir aqui [em inglês] as mensagens da presidente de CdeP, Daphrose Ntarataze e da presidente de CdeP, Amina Dikedi-Ajakaiye, no Dia Internacional da Mulher.

 

Tradução por Paulo Zanol