Notícias

Romênia: Alcançando Jovens Líderes

quinta-feira, 22. Abril 2010
Author: 

Gandhi poster RomaniaPara um país que sofreu anos de opressão como a Romênia, a liberdade não é um bem adquirido.

"O que é liberdade?”, sondou um aluno depois do discurso de Rajmohan Gandhi em uma universidade em Baia Mare, cidade a norte com 130mil pessoas a qual já foi um centro de mineração. Prof. Gandhi respondeu que “se o Estado me diz o que fazer, eu digo que vou resistir. Mas se a minha consciência me pede para não fazer algo, eu quero obedecê-la. Então acho que tenho liberdade interior.”

Entre o público estavam participantes do Clube para Jovens Líderes, uma nova iniciativa de IdeM, com base em Baia Mare, a fim de incentivar o estilo de integridade e liderança que o professor Gandhi menciona em suas observações. O clube é coordenado por Diana Damsa, que já trabalhou com Iniciativas de Mudança em todo o mundo e agora está trazendo sua experiência para explorar as respostas para os desafios que seu país enfrenta. Com 16 pessoas no grupo atual, o clube pretende levar líderes à liberdade interior, identificando iniciativas concretas que possam ser combatidas conjuntamente em toda a comunidade.

Para eles, e seu público universitário, Gandhi destacou 4 pontos-chave:

  • "Se você está planejando uma estratégia para uma comunidade ou país, não deixe absolutamente ninguém de fora”;
  • "Tenha a coragem de falar a verdade de seu próprio lado”;
  • "Pense muito, mas também deixar espaço para inspiração”;
  • "Se você encontrar ódio em torno de você, lute contra isso. Se as pessoas estão odiando uns aos outros, reconcilie-as. Se alguém está te odiando, dê o perdão”.

Gandhi estava na Romênia na semana passada como parte de sua “Viagem de Diálogo e Descoberta" através de 14 países. Sua estada na Romênia coincidiu com a consulta global de Iniciativas de Mudança, onde Gandhi é atualmente o Presidente. As intensas discussões entre os 42 representantes das equipes de IdeM em mais de 20 países foram complementadas por três palestras públicas onde Prof. Gandhi foi convidado a falar.

A visita a Baia Mare começou com um encontro público na biblioteca principal da cidade sobre a importância da ética de Mahatma Gandhi no mundo de hoje. O Clube para Jovens Líderes recebeu a equipe de viagem e outros na festa com generosa hospitalidade.

No dia seguinte, 170 pessoas lotaram a Casa Matei no centro da cidade de Cluj para ouvir os pensamentos do Prof. Gandhi sobre o papel da pessoa “comum” na busca pela diferença no mundo. Ele passou quase uma hora respondendo a perguntas de uma audiência, em grande parte, de jovens. Enfatizou mais uma vez a atitude de engrandecer a outra pessoa, e o poder de seguir convicções profundas. Ainda, explorou o papel das memórias feridas no processo de construção de confiança. Ele falou sobre "escutar genuinamente" as lembranças e interpretações da história feitas pelo outro, e a importância de transformar as "armas sangrentas em fontes de cura." Há uma distinção importante, disse ele, entre as expressões destinadas a ferir e aquelas que pretendem curar.

Mahatma Gandhi, quando perguntado sobre o que pensava da civilização ocidental, respondeu identificando uma preocupação com a inclinação à princípio prevalecente de "dizer sim a qualquer desejo que temos". Esta disposição ocidental contrasta bastante com o traço que ele identificou como segredo de Mahatma em unir seu país - "o povo da Índia se tornou ciente de seu compromisso altruísta.”

A viagem continua.