Notícias

Resultados positivos no treinamento de “Diálogo entre Produtores” em Ruanda

segunda-feira, 2. Maio 2011

Trinta e um membros do Diálogo entre Produtores de 14 países (Leste da África, Europa, Ásia e Austrália) se encontraram em Kigali (Ruanda) em um informal e estimulante cenário para considerar as várias missões do programa e o compromisso das equipes como resultado das missões de cada um. Esse diversificado grupo de pessoas teve tempo para pensar sobre as raízes de seu programa e o impacto que isso poderia ter em suas maneiras de pensar e compromissos.

(Foto: Claude Bourdin) O treinamento foi liderado pela equipe ucraniana do Bases para a Liberdade. Os participantes se beneficiaram pela experiência e a habilidade dos dois treinadores que focaram a semana nas necessidades do mundo, a natureza específica do Diálogo entre Produtores e a dinâmica de mudança defendida por Iniciativas de Mudança.

Todas as expectativas foram superadas. A equipe do Leste Africano (representando sete países) foi reforçada e impulsionada: melhor entendimento entre os participantes – criação de um projeto para um encontro internacional em Ruanda no fim de 2011 – uma visita a Ruanda ao longo dos próximos meses por um grupo de agricultores, tanto homens quanto mulheres do Congo – contato inicial com os primeiros membros da equipe do Diálogo entre Produtores recentemente criada no Sul do Sudão – criação de um plano de desenvolvimento para os próximos 5 anos para mobilizar mais agricultores e estreitar o entendimento do mundo rural, experiências e compromissos na área do desenvolvimento – criação de um módulo de treinamento destinado a capacitar agricultores em projetos de desenvolvimento realizados no terreno - ...

Aqui estão alguns comentários mostrando como as sessões de treinamento galvanizaram os participantes: “Eu sei agora que eu preciso ouvir mais e falar menos. Eu realmente ignorei minha voz interior. Para mim é hora de segui-la. Eu perdoei durante a oficina.” – “A abertura do coração! Mesmo com minha família e amigos eu não estava acostumado a dividir esses pensamentos íntimos” – “Eu decidi, por exemplo, não ser desencorajado em minhas atividades de desenvolvimento no mundo rural. Eu vou continuar no campo e perseverar”, ao invés de me mudar para a cidade (nota do editor) – “Eu decidi pedir perdão a alguém...”

Em pares no fim da reunião e com uma lista de cinco passos concretos a serem implementados pelos participantes quando eles retornarem as suas casas, foi possível a eles ter melhor assimilação do que foi aprendido e fortalecer o espírito de equipe criado durante a semana.

A escolha de realizar a reunião em Ruanda foi por uma boa razão e a equipe vai repetir suas recompensas. Por um lado, muitos dos participantes foram capazes de descobrir este muito bonito, montanhoso e altamente populoso país, com um enorme potencial para o desenvolvimento agrícola e econômico. Por outro lado, a visita ao memorial em homenagem às vítimas do genocídio de 1994, ruandenses participando da semana de treinamento contando histórias que alguns deles compartilharam, foram revelações dolorosas que chocaram toda a equipe. Essas histórias reforçaram a unidade do grupo. Os desafios do perdão (tanto se pedido quanto se recebido), reconciliação e o compromisso de reerguer o mundo foi destacado por essa experiência.

Este curso se deve muito não só aos dois treinadores e à equipe de Ruanda, mas também à ajuda de dois voluntários jovens intérpretes que eliminaram quaisquer dificuldades de compreensão entre os de língua inglesa e francesa. O curso também se deve a Fiacre Sengati, um jovem estudante de Ruanda estagiário de Diálogo entre Produtores desde abril de 2010. Ele usou seu conhecimento do país para conduzir este projeto com êxito. Agora precisa aprofundar sua tese de doutorado que trata da relação entre o acesso à terra e os conflitos sociais, usando Ruanda como base de sua pesquisa. Ele continua a ser plenamente favorável ao Diálogo entre Produtores. Obrigado a todos os indivíduos e às diversas organizações que ajudaram a financiar este projeto. Obrigado também a todos aqueles que estão dispostos a ajudar a buscar os 15% restantes do orçamento.

Didacienne Mukahabeshimana e Laurent Munyandilikirwa, os dois cabeças de Iniciativas de Mudança Ruanda expressaram sua sincera gratidão. Esse curso, para o qual eles largamente contribuíram, tem levantado o perfil de Iniciativas de Mudança e do Diálogo entre Produtores em Ruanda (a cerimônia de abertura foi apresentada diversas vezes na televisão). Também mobilizaram-se novos voluntários, especialmente entre os jovens, e impulsionou a equipe local com a visão e a garantia de que eles podem contar com o suporte dos países vizinhos para seus projetos. Eles estão agora organizando o próximo encontro do Diálogo entre Produtores para o fim de 2011. Será uma chance para cultivar o compromisso e a experiência dos agricultores, assim eles poderão enfrentar os desafios da produção de alimentos. Também será uma oportunidade para alcançar a parte francofônica da África e irá contribuir à sua maneira para o desenvolvimento da região.

Que os dois abacateiros e as três mangueiras que foram oferecidas à comunidade das Missionárias Irmãs Dominicanas da África, que saudaram a sessão, dêem frutos, alimentem e refresquem aqueles que delas comerem. Da mesma forma, que as sementes que foram plantadas nos corações dos participantes durante a sessão carreguem seus frutos e ajudem a produzir os alimentos necessários para o mundo.

Claude Bourdin - Diálogo entre Produtores