Sala Global de Notícias

Intercultural youth exchange programme in Romania

Romenos e Ucranianos trocando culturas

Programa de intercâmbio cultural entre jovens na Romênia

domingo, 20. Janeiro 2013

Romenos e Ucranianos trocando culturas

Trocando cultura juntos, Romênia, 18 a 27 de outubro de 2012

Participantes do programa “Bases para a Liberdade”, como parte de uma equipe multicultural e multi-étnica da Romênia, passaram 10 dias inesquecíveis em Hotani, Romênia.

O programa de intercâmbio cultural “Trocando Cultura Juntos” foi realizado entre 18 e 27 de outubro, como resultado de uma parceria bem sucedida que começou durante um encontro regional do programa Bases para a Liberdade na cidade romena de Baia Mare, na primavera de 2012. O encontro focou na interação de culturas na Europa, estereótipos e confiança. O grupo também visitou um casamento romeno.

O que é ser um Europeu? Como podemos construir a confiança numa equipe? De onde vêm os estereótipos? Durante o projeto de intercâmbio jovem Trocando Cultura Juntos, realizado num simpático vilarejo no norte da Romênia, os participantes discutiram estas e outras questões. O projeto foi organizado por Kolo Druziv Simferopol – Heidelberg (Ucrânia) e Young Roma Maramures (Romênia), com o apoio da Agência Nacional Romena de Ação Jovem.

Quinze participantes da Ucrânia e 15 da Romênia passaram 10 dias juntos, adquirindo novas experiências, desenvolvendo habilidades pessoais, debatendo, e aprendendo sobre assuntos controversos com o objetivo de encontrar soluções comuns. A equipe ucraniana foi representada por seis culturas: ucraniana, russa, crimean tatar, azerbaijana, armênia e lituana. A equipe romena por sua vez foi representada por três culturas – romena, moldaviana e roma, já que o projeto é multiétnico.

Um dos principais objetivos do projeto era criar uma equipe unida. Apesar da barreira linguística, treinamentos sobre confiança e a identificação da natureza dos estereótipos, ajudaram os participantes a entender como tomar a responsabilidade por cada um e estar num papel de liderança. Eles também ganharam conhecimento sobre o que é cultura, sobre os diferentes tipos de subculturas que existem, como a cultura influencia o comportamento humano e que valores existem em nossa sociedade.

Uma fase importante do projeto foi a discussão sobre a União Europeia e integração continental. Os participantes aprenderam a história da UE e descobriram juntos e pessoalmente o que significa ser europeu. Apesar da Ucrânia e da Romênia estarem na Europa, nem todos os participantes se identificavam como europeus. Para a maioria, a Europa não é um conceito geográfico, mas socioeconômico.

Todos os dias do projeto começaram com alguma novidade. A equipe ucraniana estava curiosa para visitar museus e a comunidade de romenos Roma em Baia Mare. Os participantes da Ucrânia estavam ansiosos para perguntar, tentando aprender mais sobre tradição e família do povo Roma. Por outro lado, membros da comunidade Roma estavam interessados na vida de seus conterrâneos na Ucrânia. Outra parte da introdução na cultura Roma foi a exibição do filme soviético “Rainha dos Ciganos”, após a qual tivemos um tempo para discutir a lei de acordo com o modo de vida da comunidade Roma.

O mais excitante foi a oportunidade de assistir a um casamento num vilarejo, o que também virou parte de um aprendizado sobre cultura romena. Definitivamente, tal contato “vivo” com uma tradição ancestral deu aos participantes muito mais do que apenas informações frias de livros ou da internet. Na última noite, os participantes apresentaram a sua própria cultura. Nós preparamos pratos tradicionais na maior parte dos dias anteriores. Todos aprenderam a dançar danças tradicionais, apresentaram canções típicas e conversaram no clima aconchegante após um delicioso jantar.

Participantes da Ucrânia: Evgeniya Koroleva, Dmitry Pritulenko

Dez dias passaram rápido. Cada participante levou consigo um pequeno pedaço de uma estadia maravilhosa na aconchegante casa em Hoteni. Alguns estavam interessados em tradições de outras nações, outros ganharam um novo olhar sobre trabalho em equipe, e quebraram paradigmas, mas havia uma coisa em comum para todos nós – nós nos tornamos bons amigos. Isto é o resultado mais importante de qualquer projeto multinacional. Não é?

“Este projeto foi um grande divisor de águas para mim. E eu entendi perfeitamente que nós voltamos para casa mudados. Eu sou grata a este projeto pelo fato de finalmente esta mudança ter acontecido e aberto novas oportunidades. Eu senti que nós éramos como uma grande família no dia da despedida. Eu nunca me senti tão próxima de todos antes”, disse Mariya Baranovskaya, uma participante do projeto Trocando Cultura Juntos.

Evgeniya Koroleva

Tradução de Ana Cláudia Penna